O leitor crítico na poesia de Manuel Gusmão

Marleide Anchieta de Lima

Resumo


Na poesia de Manuel Gusmão, o leitor é convidado a participar ativamente das cenas de escrita e de leitura. Para o poeta-crítico, o ato de ler, entendido como prática política e emancipatória, é partilha da experiência estética e desenvolvimento de nossas instâncias sensível-cognitivas, além da apren­dizagem do mundo fora e dentro do texto. Nesse sentido, nosso artigo pretende analisar a configuração do leitor crítico a partir de três aspectos presentes na referida poesia – ato de co-moção, construção epistemológica e tessitura errática de habitação. Com essa perspectiva, recorreremos às abordagens teórico-críticas de Roland Barthes, Jacques Rancière e Eduardo Prado Coelho.


Palavras-chave


Poesia portuguesa contemporânea; Manuel Gus¬mão; Leitor crítico.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



ISSN: 1984-2090 (online)


Indexado em:

Periódicos UFF

Latindex Periódicos CapesDiadorimSumarios.org EZBABECLivreSHERPA-RoMEO MLADialnet


Licença Creative Commons
A Revista Abril utiliza uma licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional (CC BY-NC 4.0).